Página Inicial

Siga-nos:

18.7.2018

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Brasil

PRESO

Lula chega a Curitiba para cumprir pena por corrupção e lavagem de dinheiro

Ex-presidente foi condenado em segunda instância no caso do tríplex a doze anos e um mês de prisão

G1  

08/04/2018

Foto: reprodução

clique para ver a foto em tamanho real

Lula chegando em Curitiba para cumprir pena de doze anos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou na noite deste sábado (7) a Curitiba, onde começará a cumprir a pena de 12 anos e 1 mês de prisão pela condenação no caso do triplex em Guarujá (SP).

 

Ele foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é o primeiro ex-presidente do Brasil condenado por crime comum.

 

Lula pousou no aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, às 22h01. De lá, seguiu de helicóptero até a Superintendência da PF na capital paranaense, onde pousou às 20h28.

 

Por ordem de Moro, o ex-presidente ficará preso em uma sala especial de 15 metros quadrados, no 4º andar do prédio da PF, com cama, mesa e um banheiro de uso pessoal. Também foi autorizada a instalação de um TV no local.

espaço reservado é um direito previsto em lei.

 

mandado de prisão foi expedido pelo juiz Sérgio Moro na início da noite de quinta-feira (5) e, na sequência, Lula seguiu para a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP).

 

O ex-presidente se entregou à Polícia Federal quase 26 horas após o prazo dado pelo juiz para que ele se apresentasse voluntariamente.

 

Lula saiu a pé do sindicato, às 18h42, e caminhou até um prédio próximo, onde equipes da Polícia Federal o aguardavam. A saída teve de ser feita dessa maneira porque, por volta das 17h, Lula tentou sair de carro, mas foi impedido pela militância.

 

mandado de prisão foi expedido pelo juiz Sérgio Moro na início da noite de quinta-feira (5) e, na sequência, Lula seguiu para a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP).

 

O ex-presidente se entregou à Polícia Federal quase 26 horas após o prazo dado pelo juiz para que ele se apresentasse voluntariamente.

 

Lula saiu a pé do sindicato, às 18h42, e caminhou até um prédio próximo, onde equipes da Polícia Federal o aguardavam. A saída teve de ser feita dessa maneira porque, por volta das 17h, Lula tentou sair de carro, mas foi impedido pela militância.

 

De carro, Lula foi levado por agentes até a Superintendência da PF em São Paulo, onde realizou exame de corpo de delito. Na sequência, seguiu de helicóptero para o aeroporto de Congonhas e, de lá, decolou em avião com destino a Curitiba.

 

ex-presidente anunciou que se entregaria neste sábado, em um discurso feito em frente à sede do sindicato. A fala durou 55 minutos e ocorreu durante ato religioso em homenagem a ex-primeira-dama Marisa Letícia, que completaria 68 anos neste sábado. Lula disse que não iria “correr”, “nem se esconder”.

 

Ele também criticou as decisões do Judiciário e disse que vai provar sua inocência.

 

Mandado de prisão

 

O ex-presidente é acusado de receber o triplex no litoral de SP como propina dissimulada da construtora OAS para favorecer a empresa em contratos com a Petrobras. O ex-presidente nega as acusações e afirma ser inocente.

 

Lula foi condenado por Moro na primeira instância, e a condenação foi confirmada na segunda instância pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

 

A defesa tentou evitar a prisão de Lula com um habeas corpus preventivo no Supremo Tribunal Federal (STF), mas o pedido foi negado pelos ministros, por 6 votos a 5, em votação encerrada na madrugada de quinta.

 

Na tarde de quinta, o TRF-4 enviou um ofício a Moro autorizando a prisão, e o juiz expediu o mandado em poucos minutos.

 

Os advogados de Lula, porém, questionaram a ordem de prisão porque ainda poderiam apresentar ao TRF-4 os chamados "embargos dos embargos de declaração".

 

Depois, a defesa ainda tentou evitar a prisão com recursos no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no STF, que também foram rejeitados.

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

Não há comentários para a matéria no momento.

Outras desta mesma coluna:

11-07-2018 :: Juíza veta Lula em campanha e na convenção do PT

29-06-2018 :: Supremo enterra de vez cobrança do imposto sindical

23-06-2018 :: Desaprovação a Bolsonaro sobe e chega aos 64%

20-06-2018 :: Ciro Gomes é vaiado e deixa evento em Minas Gerais

19-06-2018 :: Procuradoria Geral da República denuncia Ciro Nogueira

16-06-2018 :: STF confirma condenação de Paulo Henrique Amorim em caso de injúria contra Heraldo Pereira

16-06-2018 :: Ex-colega quer dinheiro para contar ação de Bolsonaro em plano de atentado

13-06-2018 :: Justiça nega pedido de Lula para disputar eleição

11-06-2018 :: Presidente do STF Cármem Lúcia defende imprensa livre

08-06-2018 :: Ministro do STF libera ação penal contra Gleisi para julgamento

08-06-2018 :: TCU não recomenda contratação de advogados por prefeituras sem licitação

31-05-2018 :: Caminhoneiro é morto com pedrada na cabeça em Rondônia

30-05-2018 :: Bancos fecham no feriado e funcionam normalmente na sexta

29-05-2018 :: Dória lidera pesquisa para governador de São Paulo

26-05-2018 :: Líder petista paga pesquisa com verba da Câmara

[ Todas desta coluna ]

marquês frios - marquês frios dr.bezerrinha - dr.bezerrinha edilson constutora  - edilson constutora edilson madereira - edilson madereira Clínica Picoense  - Clínicas picoensw Prefeitura Municipal de Picos - Prefeitura Municipal de Picos - Site Oficial Colégio Machado de Assis  - Machado de Assis aaaa chaguinha - aaaa chaguinha Governo do PI - Governo do Piaui

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.