Página Inicial

Siga-nos:

25.4.2018

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Locais

ASSEMBLEIA

Sindserm recua e decide não cobrar imposto de forma coletiva

Sindicato decidiu que a cobrança será feita com autorização individual do trabalhador conforme prevê a lei

JP on line  

10/04/2018

Foto: Jornal de Picos

clique para ver a foto em tamanho real

Sindicato volta atrás em relação a cobrança coletiva do imposto sindical.

Em assembleia geral extraordinária realizada no final da tarde e início da noite desta terça-feira, 10, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Picos (Sindserm) recuou. Decidiu que a cobrança da contribuição sindical somente será feita com autorização individual e espontânea do trabalhador conforme determina a legislação.

 

No dia 28 de março, em assembleia com a participação de cerca de 20 servidores, o Sindserm havia decidido que a cobrança do imposto sindical seria de forma coletiva. Como a decisão contrariava a legislação vigente, houve forte reação por parte dos servidores e hoje, diante das pressões, a entidade resolveu recuar.

           

O imposto sindical equivale a um dia de trabalho do servidor e é descontado anualmente sempre no mês de março. No entanto, a Lei 13.467/17 da reforma trabalhista aprovada pelo Congresso Nacional e em vigor desde o dia 11 de novembro de 2017 mudou tudo. Acabou com o desconto automático e compulsório da contribuição sindical anual em favor das entidades sindicais, exigindo-se, portanto, para fazê-lo autorização expressa e prévia do trabalhador.

 

Debate

 

Durante a assembleia servidores contra e a favor da cobrança de forma coletiva se manifestaram, mas, ao final, a direção da entidade optou por recuar e fazer a cobrança somente daqueles trabalhadores que autorizarem através de documento que desejam fazer a contribuição.

           

A professora Elsilane Moura, ex-vice-presidente do Sindserm, disse que poderá até contribuir de forma espontânea, mas não votaria a favor de a cobrança de forma coletiva ser aprovada em assembleia. “Na escola que eu trabalho são 30 pessoas e hoje aqui só tem eu. Será que é justo eu dizer eu aprovo que desconte de todos?” – questionou.

           

O professor João Antônio de Sousa participou da assembleia e comentou a decisão. Segundo ele, a diretoria do Sindserm ainda tentou aprovar a cobrança de forma coletiva, porém, a proposta não foi aceita pelos servidores e então eles recuaram.

           

Ele contestou ainda o discurso do advogado do Sindserm, Francisco Casimiro, argumentando que a entidade necessita desse imposto para custear suas despesas. “No meu entender o sindicato tem condições de andar com seus próprios pés com a contribuição mensal dos servidores, cujo total gira em torno de 20 mil reais” – destacou João Antônio.

           

O advogado do Sindserm, Geovani Madeira, disse que a partir de agora será feita uma campanha junto aos servidores municipais para que eles autorizem o desconto. “Quem autorizar nós vamos oficiar a Prefeitura de Picos para fazer o desconto” – pontuou, ressaltando que a cobrança não será mais de forma coletiva.

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

Não há comentários para a matéria no momento.

Outras desta mesma coluna:

22-04-2018 :: Hospital Geral de Picos vai a leilão

18-04-2018 :: MP recomenda medidas contra acúmulo de cargos no Hospital Justino Luz

14-04-2018 :: Câmara de Picos homenageia jornalistas

13-04-2018 :: CNM realiza evento Ação Municipalista em Picos

12-04-2018 :: Diretoras do Sindserm processam três filiados

11-04-2018 :: Novo projeto da Cosip beneficia consumidores industriais

10-04-2018 :: Sindserm recua e decide não cobrar imposto de forma coletiva

10-04-2018 :: Sindserm insiste na cobrança ilegal de imposto

09-04-2018 :: MP dá até 30 de abril para retirada dos trailers da Praça Félix Pacheco

05-04-2018 :: Juiz manda despejar famílias do Residencial Antonieta Araújo

03-04-2018 :: Novo projeto da taxa de iluminação emperra na Câmara de Picos

03-04-2018 :: Procurador diz que cobrança de imposto mantida pelo Sindserm é maléfica ao servidor

01-04-2018 :: Católicos participam da Vigília Pascal em Picos

30-03-2018 :: Procissão do Senhor Morto leva milhares de pessoas às ruas de Picos

30-03-2018 :: Diocese de Picos celebra Missa da Ceia do Senhor

[ Todas desta coluna ]

Colégio Machado de Assis  - Machado de Assis Clínica Picoense  - Clínicas picoensw dr.bezerrinha - dr.bezerrinha edilson constutora  - edilson constutora marquês frios - marquês frios edilson madereira - edilson madereira Prefeitura Municipal de Picos - Prefeitura Municipal de Picos - Site Oficial Governo do PI - Governo do Piaui

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.