Página Inicial

Siga-nos:

20.10.2019

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Educação

IMPROBIDADE

Justiça Federal condena ex-reitor do IFPI

Segundo a denúncia ex-reitor Francisco das Chagas Santana atuou dolosamente, indeferindo pedido de redistribuição de um servidor

MPF-PI  

26/06/2018

Foto: reprodução

clique para ver a foto em tamanho real

Ex-reitor Francisco das Chagas Santana.

A pedido do Ministério Público Federal no Piauí, a 3ª Vara da Justiça Federal condenou o ex-reitor do Centro de Educação Tecnológica do Piauí (Cefet-PI), atual IFPI, Francisco das Chagas Santana, por improbidade administrativa cometida na época em que ocupou o cargo.

 

De acordo com a ação de improbidade do procurador da República Marco Aurélio Adão, o ex-reitor atuou dolosamente, indeferindo pedido de redistribuição de um servidor Assistente em Administração, do quadro do Instituto Federal do Sertão Pernambucano – Campus Ouricuri/PE para o IFPI.

 

Segundo o MPF, o servidor solicitou sua redistribuição para o Campus IFPI em janeiro de 2012, mas teve o pedido negado em 5 de julho do mesmo ano, sob o argumento de inexistência de código de vaga a ser oferecido em contrapartida, sendo que, no mês de agosto, o Instituto Federal do Piauí deferiu a redistribuição de outros dois servidores para o mesmo cargo, em vagas decorrentes de vacância e aposentadoria, que existiam desde 12 de abril e 24 de julho de 2012, respectivamente.

 

O juízo da 3ª Vara Federal julgou procedente o pedido do MPF e condenou o ex-reitor, na forma do art. 487, I, do Código de Processo Civil (CPC) nas penas do art.12, inciso III, da Lei nº 8.429/92: a) pagamento de multa civil no valor de R$ 20.000,00, corrigidos, a partir da publicação da sentença, cujo valor reverterá em favor da União; b) proibição de contratação com o Poder Público, pelo prazo de 3 anos, qualquer que seja a modalidade contratual.

 

Cabe recurso da decisão.

 

Confira a sentença na íntegra 

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

Não há comentários para a matéria no momento.

Outras desta mesma coluna:

03-09-2019 :: MP da carteira estudantil digital será assinada nesta semana

23-07-2019 :: Governador quer tirar 200 mil da faixa de analfabetismo até 2020 no Piauí

31-05-2019 :: IFPI lança concurso público para técnicos-administrativos

13-05-2019 :: 164 concursos abrem 18 mil vagas com salários até R$ 24 mil no país

07-05-2019 :: Com corte de R$ 33 milhões, reitor diz que UFPI pode deixar de funcionar até o final do ano

25-04-2019 :: Estão abertas para o 5º Fórum de Jornalismo em Picos

01-04-2019 :: Bolsa Família: MEC inicia fiscalização da frequência escolar nesta segunda (1º)

29-03-2019 :: Bolsonaro estabelece que professores aposentem bem antes que outras profissões

26-03-2019 :: Saiba como solicitar a isenção da taxa de inscrição de R$ 85 do Enem

16-03-2019 :: Sindicato denuncia falta de merenda escolar em cidade do Piauí

15-03-2019 :: Alunos do curso de Medicina UFPI apresenta o Projeto

25-01-2019 :: Deputado Severo Eulálio destina R$ 200 mil em emendas para Uespi

22-11-2018 :: Jornalista da Globo Francisco José dará palestra no SaliVag

04-10-2018 :: Campus da UFPI EM Picos recebe Projeto Reitoria Itinerante

21-08-2018 :: Justiça determina fim da greve dos professores

[ Todas desta coluna ]

marques frios - marques frios lamep - lamep Alencauto - alencauto dario - dario disnomed - disnomed Gutenberg - gutenberg otica kika - otica kika procords - procordis uniaselvi - uniaselvi

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.