Página Inicial

Siga-nos:

16.7.2019

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Brasil

INDICAÇÃO DE PARENTES

Proposta classifica nepotismo como improbidade administrativa

Texto em análise na Câmara fixa pena de detenção de três meses a um ano para quem descumprir a regra

Agencia Câmara  

16/02/2019

Foto: Divulgação

clique para ver a foto em tamanho real

Deputado Robeto de Lucena, autor da proposta.

O Projeto de Lei 198/19 pretende proibir o nepotismo na administração pública federal. O texto trata a prática como ato de improbidade administrativa e fixa pena de detenção de três meses a um ano para quem descumprir a regra.

 

A proposta está em análise na Câmara dos Deputados. Trata-se da reapresentação, pelo deputado Roberto de Lucena (Pode-SP), de texto com teor semelhante arquivado ao final da legislatura passada (PL 5365/16). “O projeto mantém-se conveniente politicamente e oportuno”, disse.

 

O texto altera o Regime Jurídico Único (Lei 8.112/90), que hoje apenas proíbe o servidor de manter sob sua chefia imediata, em cargo ou função de confiança, cônjuge, companheiro ou parente até o segundo grau. A proposta também inclui nova penalidade no Código Penal (Decreto-Lei 2.848/40).

 

Entre outros casos, a proposta considera nepotismo a nomeação para cargo ou a contratação temporária de cônjuge, companheiro ou parente até o terceiro grau da autoridade nomeante ou de servidor da mesma unidade investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento.

 

Os casos de nepotismo cruzado, em que uma unidade contrata o parente de alguém de outra e vice-versa, também são abrangidos pelo projeto.

 

Conforme o texto, fica proibida ainda a contratação de empresa que tenha como sócio cônjuge, companheiro ou parente até o terceiro grau da autoridade contratante ou de servidor da mesma unidade administrativa investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento.

 

Tramitação

O projeto será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois seguirá para o Plenário.

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

Não há comentários para a matéria no momento.

Outras desta mesma coluna:

12-07-2019 :: Água potável perdida diariamente equivale a 7 mil piscinas olímpicas, aponta estudo

10-07-2019 :: Jornalista Paulo Henrique Amorim

04-07-2019 :: Câmara aprova texto da reforma da Previdência

04-07-2019 :: Bolsonaro diz que ‘política mudou’ e que não é preciso pacto no papel para governar

28-06-2019 :: W.Dias e Rui Costa assinam abaixo-assinado pela liberdade de Lula

26-06-2019 :: Sasc assina convênio para emissão de Carteiras de Trabalho

26-06-2019 :: Câmara aprova texto-base de nova Lei de Licitações

17-06-2019 :: Deputados abortaram a nova Previdência”, diz ministro Paulo Guedes

17-06-2019 :: Governo acaba com obrigatoriedade de simulador para tirar carteira

05-06-2019 :: STJ determina que João de Deus, no hospital desde março, volte à prisão

13-05-2019 :: Stefhany Absoluta mais uma vez passa vergonha no Programa Silvio Santos

09-05-2019 :: Determina que Michel Temer e Coronel Lima voltem à prisão

26-04-2019 :: *Percentual de presos estudando no Piauí é o maior do Brasil

22-04-2019 :: Eventos do setor elétrico terão investimento de 1,5 mi de reais da Eletrobrás

14-03-2019 :: Piauienses nascidos em maio e junho têm R$ 28,6 mi para receber do PIS

[ Todas desta coluna ]

procords - procordis marquês frios - marquês frios lamep - lamep disnomed - disnomed Alencauto - alencauto Gutenberg - gutenberg

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.