Página Inicial

Siga-nos:

18.10.2019

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Social

Saúde

HIV pode ter cura e médicos garantem que três pessoas já foram curadas

.

18/03/2019

ccom

clique para ver a foto em tamanho real

saúde

A ciência luta há anos para encontrar a cura para o vírus HIV, responsável por milhares de mortes em todo o mundo. Mas parece que os pesquisadores estão vencendo esta batalha e a cura pode ser, enfim, uma realidade para a população acometida pela infecção. A primeira cura foi, anos atrás, foi recebida com alegria pela comunidade científica. Recentemente, foi anunciado que uma segunda pessoa conseguiu se curar do problema. Poucos dias depois, o mundo recebe a notícia de que uma terceira pessoa também foi curada.

O terceiro anuncio veio durante a Conferência Sobre Retrovírus e Infecções Oportunistas, em Seattle, nos Estados Unidos. O chamado “paciente de Düsselforf”, foi submetido ao mesmo tipo de transplante de medula óssea pelo qual passaram os outros dois pacientes que também teriam sido curados.

A  pesquisadora Annemarie Wensing, da Universidade de Medicina Central de Utrecht (Holanda), em entrevista concedida à New Scientist, contou que o paciente alemão ficou três meses sem tomar os medicamentos antivirais e as biópsias coletadas do intestino e dos gânglios linfáticos dele não apresentaram sinal da presença do microrganismo.

A pesquisa para a cura do HIV ainda está em andamento. Após 12 anos após o anúncio dos resultados da cura do primeiro paciente, ainda não é possível ter certeza da eficacia da cura, e nem saber como será a recuperação do terceiro. O vírus pode estar simplesmente “adormecido”.

O vírus HIV entra nas células, se esconde e impede que o sistema imunológico o encontre, dificultando o tratamento. Por isso o tratamento com antirretrovirais tornou-se o mais eficiente nas últimas décadas, com menos efeitos colaterais. Ainda assim ele não consegue eliminar a doença .

A comunidade científica precisa de mais resultados, já que outras duas pessoas que também fizeram o transplante de medula óssea ainda estão tomando medicação antivirais. Um futuro número crescente de casos de sucesso contra o HIV pode abrir espaço para que cientistas digam com confiança que a cura foi encontrada.

Ascom

 

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

Não há comentários para a matéria no momento.

Outras desta mesma coluna:

14-10-2019 :: Irmã Dulce é canonizada e se torna primeira santa brasileira

14-10-2019 :: Empresário Zomim doa cinco mil brinquedos às crianças de Picos

08-10-2019 :: Sedet regulariza documentação do Distrito Industrial de Picos

08-10-2019 :: Partido Novo realiza em Picos evento sobre o uso do dinheiro público em nosso estado: o Custo Piauí.

06-09-2019 :: Bolsonaro escolhe subprocurador Augusto Aras como novo PGR

04-09-2019 :: Maçons se confraternizam no Recanto

02-09-2019 :: Bolsonaro precisará passar por nova cirurgia no abdômen

29-08-2019 :: Vereador Chaguinha apoia ‘peneira’ para novos filiados do PTB

28-08-2019 :: Rotary Clube de Picos e Casa da Amizade realizam evento alusivo ao Agosto Dourado

26-08-2019 :: INSS começa a pagar hoje a primeira parcela do 13º dos aposentados

14-08-2019 :: Justiça autoriza escola militar a receber o nome de Jair Bolsonaro

12-08-2019 :: Após 44 anos, ACINPI tem a primeira mulher presidente

25-07-2019 :: vírus da Febre do Nilo circula no Piauí e faz alerta

03-06-2019 :: Projetos de Extensão com exposições, shows e lançamentos

13-05-2019 :: Chaguinha diz que encontro superou expectativas

[ Todas desta coluna ]

dario - dario disnomed - disnomed lamep - lamep marques frios - marques frios procords - procordis Alencauto - alencauto uniaselvi - uniaselvi Gutenberg - gutenberg otica kika - otica kika

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.