Página Inicial

Siga-nos:

16.9.2019

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Brasil

‘Aqui não é terra sem lei’,

Diz Moro após cancelamento de status a refugiados

O ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro informou em sua conta no Twitter nesta terça-feira, 23,

Fonte: Estadão Conteúdo 

24/07/2019

.

clique para ver a foto em tamanho real

.

O ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro informou em sua conta no Twitter nesta terça-feira, 23, o cancelamento do status de refugiados de paraguaios que são acusados de extorsão mediante sequestro. O ex-juiz compartilhou uma postagem do Presidente do Paraguai Mario Abdo Benítez e indicou: “o Brasil não será mais refúgio para estrangeiros acusados ou condenados por crimes comuns”. O ministro disse ainda que o País “não é terra sem lei” e que “a nova postura é de cooperação internacional e respeito a tratados”.

Juan Arrom, Anuncio Martí e Víctor Colmán, ex-líderes do Partido Pátria Livre (PPL) moram no Brasil desde 2003 e são requeridos pelo Paraguai pelo caso do sequestro de María Edith Bordón, esposa de um empresário que foi liberta após 64 dias de cativeiro e o pagamento de um resgate de US$ 300 mil.

A notícia também foi abordada pelo presidente Jair Bolsonaro que indicou que os paraguaios “voltarão para seu país e pagarão pelo seus crimes, a exemplo de Cesare Battisti, preso na Itália”. “O Brasil não mais será refúgio de canalhas travestidos de presos políticos!”, disse o presidente.

A decisão de Moro foi divulgada pelo promotor de Assuntos Internacionais, Manuel Doldán, que afirmou que Ministro da Justiça e Segurança Pública rejeitou uma apelação administrativa apresentada por Arrom, Martí e Colmán contra a decisão do Comitê Nacional para Refugiados (Conare), que em meados de junho decidiu cancelar o status de refugiados dos três paraguaios.

Doldán indicou em sua conta no Twitter que Moro rejeitou o recurso alegando que “os fatos que levaram à concessão do refúgio em 2003 já não existem e que não há razões para pensar que no Paraguai não teriam o devido processo e julgamento justo”

Após o cancelamento do status, o procedimento continua com a extradição dos três, já solicitada pelo Paraguai.

Arrom e Martí denunciaram à Corte Interamericana de Direitos Humanos (CorteIDH) terem sido sequestrados e torturados por agentes policiais do Paraguai para que confessassem participação no sequestro de Bordón em 2002.

No entanto, no começo de junho a CorteIDH absolveu o Estado paraguaio de qualquer responsabilidade por falta de provas.

A investigação do sequestro de Bordón determinou a condenação de várias pessoas, entre elas Alcides Oviedo, suposto líder da guerrilha Exército do Povo Paraguaio (EPP), a 18 anos de prisão. (Com informações de agências internacionais).

Fonte: Estadão Conteúdo

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

Não há comentários para a matéria no momento.

Outras desta mesma coluna:

03-09-2019 :: Girassol é símbolo de campanha para alertar sobre depressão

22-08-2019 :: Sem o SUS, é a barbárie

21-08-2019 :: Adapi inicia pagamento de indenizações por rebanhos afetados pela peste suína

21-08-2019 :: Jair Bolsonaro nomeia piauiense como reitor da Universidade Federal do Ceará

21-08-2019 :: Wellington Dias quer empréstimo de R$ 1,7 bilhões para cobrir despesas do Estado

08-08-2019 :: Maia diz estar à disposição para que direitos de Lula sejam garantidos

02-08-2019 :: Campanha de incentivo à amamentação começa hoje em todo o país

31-07-2019 :: Investimentos de R$ 184 milhões geram melhorias na vida de agricultores piauienses

29-07-2019 :: Aneel anuncia bandeira tarifária vermelha para agosto

26-07-2019 :: Abono do PIS/Pasep começa a ser pago

24-07-2019 :: Diz Moro após cancelamento de status a refugiados

19-07-2019 :: 200 dias do Governo Bolsonaro

18-07-2019 :: Instagram começa testes para ocultar número de curtidas no Brasil

12-07-2019 :: Água potável perdida diariamente equivale a 7 mil piscinas olímpicas, aponta estudo

10-07-2019 :: Jornalista Paulo Henrique Amorim

[ Todas desta coluna ]

uniaselvi - uniaselvi otica kika - otica kika marquês frios - marquês frios Alencauto - alencauto disnomed - disnomed procords - procordis dario - dario lamep - lamep Gutenberg - gutenberg

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.