Página Inicial

Siga-nos:

24.11.2017

Opinião

"Uma cidade que gera um jogador fantástico como o GRANDE LEONARDO só pode ser uma cidade muito especial! OBRIGADO POR TUDO, PICOS! PERNAMBUCO JAMAIS ESQUECERÁ O FILHO DE VOCÊS! LEONARDO MARCOU ÉPOCA NO BRASIL INTEIRO! "


De: Sergio Silva em Recife, 04/03/2016 11:30:14h

[ Veja mais ]

Você está lendo a coluna: Municípios

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Prefeita esclarece portaria que proíbe uso de prédios públicos

Prefeita de Santana do Piauí, Maria José de Sousa Moura (PP), justifica medida em nota de esclarecimento

JP on line  

07/11/2017

Foto: José Maria Barros

clique para ver a foto em tamanho real

Prefeita emite nota de esclarecimento.

A prefeita de Santana do Piauí, Maria José de Sousa Moura (PP), emitiu nota de esclarecimento sobre portaria proibindo a utilização dos prédios públicos pelos sindicatos dos servidores públicos municípios. A medida foi noticiada pelo JP on line em matéria veiculada ontem, 6 de novembro com o título: Prefeita de Santana do Piauí proíbe o Sindicato dos Servidores de se reunir em prédios públicos.

 

Na nota, a prefeita argumenta que a administração pública municipal possui o direito e também o dever de regulamentar a utilização dos prédios públicos, a fim de que os serviços públicos sejam ofertados a contento a toda população.

 

Veja, abaixo, na íntegra a nota de esclarecimento.

 

Nota de esclarecimento

 

A Prefeita Municipal de Santana do Piauí vem a público esclarecer os fatos que deram origem a matérias jornalísticas e manifestações do SISPMES-PI relacionadas à Portaria que proibiu a utilização de órgãos públicos por diretorias de Sindicatos de Servidores Públicos do município de Santana-PI com seus filiados ou com sua diretoria.

 

Incialmente é importante esclarecer que a referida Portaria surgiu da necessidade de regulamentar o uso dos órgãos e prédios públicos pelos dois sindicatos dos servidores do município no horário de expediente, tendo em vista os últimos acontecimentos envolvendo reuniões de sindicatos com seus filiados em órgãos públicos no horário do expediente, causando transtorno aos cidadãos santanenses.

 

Em outra vértice, a administração pública municipal possui o direito e também o dever de regulamentar a utilização dos prédios públicos a fim de que os serviços públicos sejam ofertados a contento a toda população.

 

Deste modo, o fato da mencionada portaria estar regulamentando o uso dos órgãos e prédios públicos no horário do expediente não é medida arbitrária, inconveniente e nem, muito menos, viola o que dispõe o Art. 5, Inciso XVI da Constituição Federal, senão vejamos:

 

O Art. 5, inciso XVI da Constituição Federal reza que: “Todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente.” (grifo nosso).

 

Conforme se observa facilmente pela leitura do artigo citado, é garantido a toda a população brasileira o direito à reunião. No entanto, esse direito possui limites. Deste modo, a expressão “em locais abertos ao público” não significa “em órgãos públicos ou prédios públicos”, ou seja, obviamente que um sindicato privado, não pode a seu bel-prazer, adentrar em órgãos públicos no horário do expediente e realizar reuniões com sua diretoria ou seus filiados, sem autorização expressa da autoridade competente, causando transtorno para a coletividade.

 

Ressalta-se ainda que os Sindicatos de Servidores Públicos são pessoas jurídicas de direito PRIVADO e, portanto, possuem ou devem possuir sede própria a fim de que possa reunir-se livremente com seus filiados, JAMAIS possuindo o direito de tumultuar o serviço público ou ocupar indevidamente prédios públicos no horário do expediente, sem estar devidamente autorizado pela autoridade competente.

 

Por fim, reiteramos nossa disposição para o cumprimento das leis, proteção do patrimônio público e principalmente em garantir um atendimento público a contento à população santanense.

 

Santana do Piauí, 07 de Novembro de 2017

 

Maria José de Sousa Moura

Prefeita Municipal

.:: ComentarCorrigirEnviar por e-mailImprimir ::.

Comentários desta matéria:

Não há comentários para a matéria no momento.

Outras desta mesma coluna:

13-11-2017 :: Prefeito de Bocaina esclarece gastos com pessoal acima da LRF

10-11-2017 :: Sindicato emite nota de repúdio contra prefeita de Santana do Piauí

09-11-2017 :: Prefeito de Bocaina gasta 70% da receita com pessoal

07-11-2017 :: Prefeita esclarece portaria que proíbe uso de prédios públicos

06-11-2017 :: Prefeita de Santana do Piauí proíbe sindicatos de se reunir em prédios públicos

04-11-2017 :: MP investiga ex-prefeito de Bocaina por perseguição

03-11-2017 :: Saúde suspende repasse para Vigilância Sanitária de Aroeiras do Itaim

01-11-2017 :: MPE denuncia ex-secretário geral da Câmara de Bocaina

31-10-2017 :: Prefeito de Bocaina exonera comissionados indicados por apadrinhamento

27-10-2017 :: Prefeito de Bocaina contrata empresa sem licitação

25-10-2017 :: Empresa de Santa Cruz do Piauí está em lista de autuados por trabalho escravo

19-10-2017 :: Município em situação de emergência vai comemorar aniversário de emancipação

14-10-2017 :: CRO/PI homenageia dentista no interior do Piauí

13-10-2017 :: Conselho Federal manda presidente da OAB de Floriano retornar ao cargo

12-10-2017 :: Prefeito de Bocaina gastará R$ 160 mil com manutenção de máquinas e veículos

[ Todas desta coluna ]

Prefeitura Municipal de Picos - Prefeitura Municipal de Picos - Site Oficial lamep(dr.bosco) - lamep Governo do PI - Governo do Piaui dr.bezerrinha - dr.bezerrinha ello moda  - ELLO MODA

© 2009 - Jornal de Picos - Todos os direitos reservados - E-mail: contato@jornaldepicos.com.br

Somente os artigos não assinados são de responsabilidade deste portal. Os demais, não representam necessariamente a opinião desta editoria e são de inteira responsabilidade de seus autores.