Logo

Assassinato |

Locutor suspeito de esfaquear esposa é achado morto em Betânia do Piauí

De acordo com o cabo Maurílio Coelho, comandante do Grupamento de Polícia Militar da cidade, a polícia acredita que o homem tenha cometido suicídio por acreditar que a esposa havia morrido.

Fonte: G1 PI 

08/07/2019

.

clique para ver a foto em tamanho real

.

Um locutor de rádio identificado como Francisco de Assis Evangelista, 21 anos, foi encontrado morto nessa sexta-feira (5) depois de ser denunciado à polícia por suspeita de ter esfaqueado a própria esposa, Raimunda de Sousa, 22 anos. O caso aconteceu em Betânia do Piauí. De acordo com o cabo Maurílio Coelho, comandante do Grupamento de Polícia Militar da cidade, a polícia acredita que o homem tenha cometido suicídio por acreditar que a esposa havia morrido. “Ela nos procurou no dia em que foi agredida a facadas por ele, quinta-feira [dia 4]. Eles moram na Zona Rural de Paulistana, mas são de Betânia, por isso ela nos procurou. Ela informou ter sido agredida a facadas, nas costas, pelo próprio marido, que fugiu logo depois do crime. Nós acreditamos que como ele fugiu, ele achou que havia matado ela, por isso cometeu suicídio”, informou o militar. Segundo o cabo Maurílio, após ser agredida, a mulher procurou um posto de saúde e em seguida foi encaminhada a um hospital, onde recebeu atendimento e passou por exame de corpo de delito. Os policiais foram até a casa onde os dois moravam e onde a agressão aconteceu, mas não encontraram o locutor. No dia seguinte, sexta-feira (5), ainda em busca de Francisco, o militar informou que os policiais foram até a casa da mãe do locutor, que não sabia sobre a agressão contra a nora. Os familiares dele, então, iniciaram buscas pelo homem e encontraram o corpo em uma área de roça, a cerca de 600 metros de distância da residência. “Com ele, as pessoas acharam uma carta, que nos entregaram, mas encaminhamos diretamente à Polícia Civil, que vai apurar esse caso”, informou o militar. O estado de saúde de Raimunda não é grave, ela recebeu atendimento e foi liberada ainda no mesmo dia da agressão. O caso está agora sob investigação da Polícia Civil de Paulistana.

 


© 2009 Jornal de Picos — Todos os direitos reservados. E-mail: jornaldepicos@jornaldepicos.com.br