Logo

Plano

Piauí terá Plano Estadual de Políticas para Mulheres

.

Ascom 

25/07/2019

.

clique para ver a foto em tamanho real

.

A Secretaria Estadual de Administração e Previdência homologou processo licitatório para a contratação de consultoria técnica destinada à elaboração de diagnóstico sobre o perfil da mulher piauiense e construção do I Plano Estadual de Políticas para as Mulheres do Piauí. Vencedor da licitação, o Consórcio CON&SEA/CEALMA/INDESA deverá realizar o trabalho nos 12 territórios de desenvolvimento do estado, em 70 municípios. De acordo com o secretário de Administração e Previdência, Merlong Solano, a medida atende a uma demanda da Coordenadoria de Estado de Políticas Públicas para as Mulheres (CEPM). "Com a elaboração do diagnóstico, será possível traçar prioridades e ações, considerando especificidades sociais, culturais e regionais das mulheres piauienses", afirma Merlong. "O Piauí deu um passo muito importante que foi a criação da Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, e a concretização do Plano vai permitir um olhar mais afinado sobre a real situação, vai nos dar oportunidade de implementar políticas efetivas que possam nos ajudar a transformar a vida das piauienses", destaca a coordenadora estadual de Políticas para as Mulheres, Zenaide Lustosa. A iniciativa faz parte do projeto "Piauí: pilares de crescimento e inclusão social", executado com recurso de empréstimo junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), por meio da Secretaria Estadual de Planejamento. O contrato, no valor de R$ 912 mil, terá vigência de dez meses a partir da assinatura do termo firmado entre o Consórcio e o Governo do Estado. Pesquisa A parte inicial do trabalho consiste na elaboração do diagnóstico sobre o perfil da mulher piauiense, para saber qual a população feminina total dos municípios nas zonas urbanas e rurais, a quantidade de mulheres economicamente ativas, faixa etária das mulheres, distribuição da população feminina pelos 12 territórios, permitindo assim a elaboração de políticas específicas. O plano contemplará questões como igualdade no mundo do trabalho e autonomia econômica, educação para igualdade e cidadania, saúde integral das mulheres, direitos sexuais e direitos reprodutivos, enfrentamento de todas as formas de violência contra as mulheres, fortalecimento e participação das mulheres nos espaços de poder e decisão, dentre outros aspectos. INFORMAÇÕES Cristal Sá Ascom SeadPrev (86) 99986-3312

 


© 2009 Jornal de Picos — Todos os direitos reservados. E-mail: jornaldepicos@jornaldepicos.com.br