Logo

SAÚDE NA UTI

Pacientes do SUS passam a noite em fila para conseguir marcar exame ou consulta em Picos

O problema persiste há muito tempo na cidade e deixa os usuários do Sistema Único de Saúde indignados

JP on line  

03/09/2012

Foto: Jornal de Picos

clique para ver a foto em tamanho real

Pacientes são atendidos após longas horas nas filas.

Apesar do avanço tecnológico e da quantidade de recursos disponíveis uma cena inusitada se repete a cada início de mês em frente à Secretaria Municipal de Saúde de Picos. Dezenas de moradores pobres usuários do SUS passam a noite na fila para conseguir marcar uma consulta ou um exame com especialista.
 
O problema persiste há muito tempo e já foi denunciado pelos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e por lideranças das oposições em Picos, mas, até o momento, os gestores não tomaram nenhuma providência para pelo menos minimizar o sofrimento do povo.
 
Neste final de semana a cena voltou a se repetir. A reportagem do JP on line flagrou pessoas de todas as idades que passaram a noite nas proximidades da secretaria municipal de Saúde aguardando o dia amanhecer para conseguirem marcar uma consulta ou um exame.
 
Alguns deles trouxeram colchões e almofadas para minimizar um pouco o desconforto. Sensibilizados com a situação dessas pessoas que passam a noite ao relento, moradores que residem em frente ou nas proximidades da secretaria municipal de Saúde ofereceram cadeiras e até cafezinho.
 
Pela manhã, os pacientes se concentraram em frente à sede da secretaria municipal de saúde em busca de conseguir um agendamento médico para o mês de setembro. No entanto, como a secretaria não consegue atender a demanda, muitos voltam para casa sem marcar a consulta ou o exame e têm que apelar para o início do próximo mês.
 
Dina Mara Brandão, 26 anos, solteira, residente no bairro São José, disse que chegou na fila às 9 horas da noite de domingo, 2 de setembro, e somente foi atendida na manhã desta segunda-feira, 3.
 
“Passei a noite toda aqui e ainda vou trabalhar. Estou com a solicitação dos exames em mãos e agora vou para a Clínica da Mulher e depois retornarei para a secretaria de Saúde para confirmar o agendamento”, informou Dina Mara, acrescentando que, independente quem seja, espera do próximo gestor à solução do problema.
 
Na unidade básica de Saúde do PSF do Paroquial, os pacientes também são obrigados a acordar cedo para conseguir marcar uma consulta. Ao todo são 16 vagas oferecidas no dia em que o médico atende, por isso, tem gente que chega na fila ainda de madrugada, enquanto outros que somente aparecem mais tarde muitas vezes retornam para casa sem agendar o atendimento.
 
Tema em debate
           
As filas que se formam todos os meses em frente à secretaria municipal de Saúde em Picos tem sido um dos temas mais criticado pelo candidato a prefeito pelas oposições, deputado Kléber Eulálio (PMDB). Segundo ele, em sua administração o problema será resolvido logo no primeiro mês.
 
Já a candidata da situação, deputada Belê Medeiros (PSB), garante que a questão das filas somente será resolvida com a abertura da Policlínica Especializa, cujo prédio foi concluído desde 2009, já está com parte dos equipamentos, mas continua sem funcionar.
 

 “Eleita prefeita abriremos a Policlínica para oferecer consultas especializadas e exames que atualmente são negados pelo sistema privado de saúde de Picos. Somente assim acabaremos com as filas para marcação de consultas e exames na Secretaria Municipal de Saúde”, argumenta.

 


© 2009 Jornal de Picos — Todos os direitos reservados. E-mail: jornaldepicos@jornaldepicos.com.br